Good girls go to heaven, bad girls go everywhere!!
Queria escrever uma história, cheia de palavrinhas doces com um significado amargo. Queria enchê-la de carinhos. Saborear as letras, uma por uma. Surpreender com virgulas e os pontos. Criar os discursos com muito amor. Dedicar-me ela como nunca me dediquei a nada. Perder horas de sono para minutos de imaginação. Perder refeições por momentos de entrega. Queria publicá-la, juntar-lhe uma capa com uma frase que vos chamasse, queria juntar-lhe uma contracapa delicada, como a história, queria juntar-lhe uma lombada e dedicar-to. Dizer na primeira folha que tudo o que está escrito é para ti, que todas as refeições que saltei, horas de sono que perdi, os dias que não fui à rua, as vezes que me isolei, desliguei o telemóvel, o telefone de casa e me ausentei deste mundo, foi por nós e por ti. Aquele livro, aquela história seriam nossos e tudo seria resumido a palavras. Mas eu não chego lá, ainda não. Talvez nunca. Talvez amanha, quem sabe... Mas tu, tu serias a personagem principal.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores