Good girls go to heaven, bad girls go everywhere!!
Já ouvi demasiados “Para sempre” na minha vida. Por agora, pretendo viver para o presente, com o presente. O passado já lá vai e o futuro é incerto.

Já sonhei com o meu futuro: pensava que ia ser casada com o meu namorado de sonho, iria ser uma advogada de sucesso, ia ter três filhos e uma casa grande repleta de barulho da vida que está a ser vivida. Hoje riu-me desses desejos.
Para casar é preciso acreditar no amor; advocacia não é o meu sonho. Não me interessa um marido, filhos ou casa. Eu nunca fui a rapariga clássica – uma casa enorme cheia de putos? Honestamente, o que eu quero mesmo, do fundo do meu coração, é uma casa em Londres e uma carreira de sucesso na escrita. Fazer parte de uma data de campanhas anti-bullying e de apoio aos animais.

Jamais irei fazer um Homem a razão de toda a minha felicidade, da minha vida, o meu futuro.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores