Good girls go to heaven, bad girls go everywhere!!
" Um dia percebes que ele não vale a pena. Que ele nunca irá chorar por ti, nunca irá deixar de sair à noite só porque tu não estás bem. Ele não vai sair pela janela só porque tu estás a precisar de um abraço, e muito menos te irá ligar quando precisares de te sentir segura. Um dia começas a juntar as peças e a perceber porque é que ele dizia que eras tu que ele queria, se era para elas que ele ma
is gostava de olhar. E aí percebes que ele nunca te amou. Aí começas a abrir os olhos e só tens vontade de lhe bater, por tudo aquilo que ele te fez. Mas nunca irá doer tanto como te doeu. Depois, começas a pensar que talvez possas estar a ser injusta, e que as coisas não têm que ser assim. Mas pára, as coisas não têm que ser assim necessariamente, mas são. Porque tu entregaste-te demais. E ele não soube dar valor. Enquanto tu relembravas cada traço seu, ele bebia um shot para esquecer. E quando tu não querias estar com ninguém, ele jogava futebol para descontrair. Depois de tudo, ainda pensas voltar atrás, e mandar-lhe uma mensagem a dizer que sentes a falta dele. Mas chegas à conclusão que, mais uma vez, não vale a pena. Porque a falta dele, irás sempre sentir. Saudade também. Tu és forte e ainda vais sorrir sem ele muita vez, ainda vais falar dele muita vez com as tuas amigas, mas depois perdes essa rotina de o teres sempre na tua cabeça. E quando pensares outra vez em mandar-lhe a tal mensagem, manda. Talvez isso te faça sentir melhor mas não digas mais nada. Ele provavelmente nem vai responder. E então aí segue em frente. Porque tu foste capaz de aguentar a dor, a saudade e o arrependimento se tivesses voltado atrás. Então agora, vai. E quando precisares de lhe ligar só para ouvir a voz dele, lê isto outra vez. No contacto dele, vais remover “amor” para o nome próprio, e quem sabe, chegues à conclusão que não precisas do contacto, e o apagues.“

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores