Good girls go to heaven, bad girls go everywhere!!

Hoje foi a primeira vez que te vi desde que me deixaste. Uma semana depois. Doeu. Doeu bastante. Mas deixou-me ainda mais confusa relativamente ao que queres. Deixaste -me, disseste-me que não me querias mais. Então porque passaste a aula a virares-te para trás, a olhar para mim com esses olhos de "carneiro mal morto", porque esse olhar de "desculpa", triste, quando estamos nesta situação porque tu assim o quiseste?
Primeiro deixas-me, dizes que não sentes por mim o que eu sinto por ti (e eu pergunto, por acaso sabes o que eu sinto por ti?), e exactamente na primeira vez em que nos voltamos a ver desde esse dia o que fazes? Olhas para mim com esse olhar que sabes que me deixa derretida, com esse olhar que sabes que tanto mexe comigo. Deixaste-me irritada, deixaste mesmo, eu quero esquecer-te, quero poder passar por ti e ver-te como um amigo, como um colega de turma, mas se não parares com isso,vai ser impossível. Eu não vou conseguir, porque vou sempre pensar que ao me olhares dessa forma significa que sentes a minha falta como eu sinto a tua e que me queres de volta como eu a ti, e isso pode não passar de ilusão.
Como sempre disse, tu dizes uma coisa e fazes outra, dizes que não me queres e ages como se quisesses. Explica-me, tira-me estas dúvidas, diz-me o que queres de mim! Eu não consigo viver com estas dúvidas e fingir que não sinto por ti aquilo que sinto. Alguém que te conhece melhor do que a tua própria mãe, quando me ouve diz-me "isso é muito estranho, mas não consigo perceber o que se passa porque ele não fala".
Porque não chegas simplesmente ao pé de mim e me dizes "Joana eu quero-te" ou simplesmente "Joana eu não te quero (e não me mostras mais o contrario, e deixas de olhar "daquela maneira" para mim)" ? É assim tão difícil seres sincero comigo e fiel aos teus sentimentos?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores